Investir em mídia paga é, sem dúvidas, uma estratégia essencial para quem deseja alcançar o público com mais rapidez e eficácia.

Isso porque o alcance orgânico quase nunca é suficiente para alavancar uma marca (seja no Google ou nas redes sociais), principalmente para quem está começando no mundo do marketing digital.

Sendo assim, diante de uma concorrência acirrada, obtém melhor retorno quem está disposto a investir. Mas é importante lembrar que nada é feito de forma aleatória e é preciso seguir um planejamento adequado à sua persona.

Por isso, a seguir, nós contamos mais detalhes sobre os benefícios da mídia paga para a sua estratégia de marketing digital e mostramos os principais canais que são utilizados pelas empresas. Confira! 

 

Por que investir em mídia paga?

É normal que, no começo, os decisores tenham um pouco de receio de investir em mídia paga, principalmente se os valores forem um pouco mais altos do que eles esperam.

No entanto, com um planejamento bem alinhado, os anúncios podem gerar retornos incríveis e diversos benefícios, como:

 

  • aumento do tráfego do seu site ou blog;
  • maior alcance do seu público nas redes sociais, o que faz com que as suas páginas ou perfis cresçam;
  • facilidade para segmentar o seu público e entregar a mensagem certa para a pessoa certa;
  • alcance de resultados muito mais rápidos que no orgânico;
  • possibilidade de realizar testes A/B para definir o que funciona melhor para o seu público;
  • oportunidade de mensurar os resultados com agilidade, inclusive em tempo real, e fazer mudanças para melhorar o desempenho das campanhas.

 

Só por essa pequena lista já é possível perceber que uma estratégia de marketing digital se torna muito mais sólida e efetiva com as mídias pagas, não é mesmo?

Então, se você quer descobrir em quais canais investir, abaixo nós te contamos tudo sobre os principais e mais úteis de acordo com cada tipo de negócio.  

 

Em quais canais você deve apostar?

Antes de pensar nos canais, é preciso entender qual mídia paga se encaixa melhor em seu planejamento de marketing digital, de acordo com a sua persona e a jornada de compra dela.

Afinal, “atirar para todos os lados” nunca é uma boa ideia para quem está começando e seus resultados se tornarão muito mais eficazes se você souber exatamente qual é seu objetivo de marketing e com quem vai conversar.

Feito isso, aí sim é o momento ideal para definir seus canais, não só para produzir conteúdo como também para investir em mídia paga. Vamos conhecê-los?

 

Google Ads

Em primeiro lugar, não poderíamos deixar de falar do maior canal de investimento em mídia paga de todos os tempos: o Google Ads

Com diversas formas de criação de anúncios, essa com certeza é uma das melhores maneiras de divulgar seu negócio no meio online. Como o Google oferece uma ampla quantidade de formatos, vamos destacar dois dos mais importantes aqui:

  • links patrocinados, que são os anúncios que aparecem em destaque quando você pesquisa por algum termo nos mecanismos de busca;
  • e anúncios de remarketing, que são aquelas peças (feitas por meio da Rede de Display) que aparecem em outros sites para quem já visitou suas páginas, relembrando essas pessoas sobre seus produtos ou serviços.

Mas, além desses, há outros objetivos e formatos que você pode usar, como os de vídeo, Google Shopping e para gerar mais chamadas telefônicas para a sua empresa.

 

Facebook e Instagram

Para quem aposta nas maiores redes sociais do momento para se relacionar com o público, investir em Facebook Ads e Instagram Ads também é essencial. 

Assim como no Google, você pode escolher entre diferentes objetivos e formatos para enviar sua mensagem aos seus clientes em potencial. Dentre as finalidades mais procuradas, estão:

 

  • o aumento do tráfego do seu site;
  • maior alcance da página e das postagens;
  • maior envolvimento com os posts, seja por meio de curtidas, comentários ou compartilhamentos;
  • aumento de vendas ou de realização de ações (como cadastro em uma Landing Page) por meio dos anúncios de conversão.

 

Esses são apenas alguns exemplos, é claro, mas há diversos outros objetivos que podem ser definidos de acordo com a sua estratégia.

Em relação aos formatos, você pode apostar em peças únicas, carrosséis e vídeos, dependendo do que é melhor para gerar interação com o seu público. 

Outro benefício incrível dos anúncios para Facebook e Instagram também é a facilidade de segmentação do público, o que faz com que você tenha mais facilidade para se comunicar com as pessoas certas.

 

LinkedIn

Quando o assunto é estratégia B2B, o LinkedIn com certeza é uma opção de mídia paga que não deve ser deixada de fora do seu planejamento de marketing digital.

Por se tratar de uma rede social voltada para assuntos profissionais, ela oferece muitas possibilidades de segmentação, mostrando informações de cargo, tipo de empresa, escolaridade e experiências para quem usa sua plataforma de Ads.

Sendo assim, você garante que perfis mais alinhados a seus produtos ou serviços vejam os seus anúncios, o que aumenta suas chances de obter resultados mais eficazes junto a seus potenciais clientes

 

YouTube

Se o seu público é grande consumidor de vídeos, uma das melhores apostas para o seu negócio são os anúncios do YouTube (além da produção de conteúdo para essa rede, é claro).

Segundo informações divulgadas pela própria rede, mais de 2 bilhões de usuários fazem parte do YouTube, o que é quase ⅓ da internet. Imagina, então, o quanto você não pode alcançar com campanhas para esse canal, não é mesmo?

Para fazer seus anúncios para a maior rede de vídeos do mundo, basta utilizar a própria plataforma do Google Ads e selecionar as opções relacionadas a esse canal.

 

Waze

Para quem tem um estabelecimento físico e não quer depender apenas de estratégias de SEO local, principalmente no cenário pós-pandêmico do futuro, os anúncios no aplicativo Waze também podem ser um bom começo.

Os Ads dessa plataforma são exibidos enquanto os motoristas navegam pela ferramenta e podem ser feitos em três formatos:

  • busca: quando o usuário faz uma pesquisa e aparece o logo da sua empresa;
  • pinos: o seu local aparece em formato de “pino” quando o motorista está na sua rota e ele pode acionar o botão “dirigir até” para traçar um caminho até o estabelecimento;
  • takeover: são formatos mais “invasivos”, que aparecem quando o usuário para o carro em um determinado local próximo à sua loja e recebe a mesma mensagem de “dirigir até”.

 

Incrível, não é mesmo? Assim, é possível alinhar as estratégias digitais ao aumento de vendas em estabelecimentos físicos.

Agora que você já conhece os 6 principais canais para começar a trabalhar com mídia paga, conta para a gente: em qual deles você já investiu ou investiria primeiro? Deixe sua resposta nos comentários! 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *