Saiba o que é infoproduto e como adicionar essas produções à sua estratégia de marketing digital

Ao navegar por redes sociais ou blogs, você com certeza já se deparou com diversas ofertas de conteúdos informativos (sejam eles pagos ou gratuitos), como e-books, planilhas e cursos online. 

Esses materiais, produzidos sempre em formato digital, são chamados de infoprodutos e têm como objetivo educar ou oferecer soluções ao público, de maneira prática e acessível.

Com as mudanças de comportamento do consumidor e o mercado digital ganhando cada vez mais destaque, é normal que a necessidade de novos aprendizados ou da resolução de problemas nos leve à busca de respostas por meio da internet.

Os infoprodutos, então, se tornaram extremamente atrativos tanto para empresas que desejam estreitar o relacionamento com seus potenciais clientes (com a distribuição gratuita de um material rico, por exemplo) quanto para aquelas que querem expandir suas opções de negócios.

Por isso, preparamos este artigo para te contar os principais benefícios desses conteúdos e apresentar o que são infoprodutos através de seus tipos mais comuns. Acompanhe!

Benefícios de produzir infoprodutos

Apesar de ganharem diferentes formatos e temas, dependendo do seu segmento e da sua audiência, os infoprodutos sempre se destacam por serem mais práticos de comercializar e mais rentáveis.

Isso porque, além de você poder atingir um público muito mais amplo — vender um curso para todo país ao invés de só para a sua cidade, por exemplo —, esse tipo de negócio é escalável. Ou seja, você pode lançar um produto e vendê-lo infinitamente sem precisar, necessariamente, gerar novos custos de produção.

Em uma outra ponta, os infoprodutos também são muito interessantes para estratégias de Inbound Marketing, visto que auxiliam no processo de educar a audiência sobre o seu mercado, além de captar e qualificar leads

Mas tanto no primeiro quanto no segundo caso, é essencial que o seu conteúdo esteja bem alinhado aos desafios vivenciados pela sua persona e aos formatos que ela costuma consumir. 

5 principais exemplos de infoprodutos

Agora que você já sabe o que é infoproduto e quais vantagens esse material oferece, chegou a hora de conhecer os cinco principais formatos encontrados na internet e como eles podem se alinhar à sua estratégia.

1. E-books

Um dos tipos de infoprodutos mais populares é, sem dúvidas, o e-book (ou livro digital). O objetivo desse material é oferecer conteúdos aprofundados sobre temas relevantes para a persona, com o intuito de educá-la ou ajudá-la a solucionar um problema. 

E-books são frequentemente utilizados em estratégias de Inbound Marketing, para atrair novos leads, mas também são ótimos produtos para comercialização.

Porém, assim como o conteúdo deve ser valioso para o público, é importante investir também em um design que seja atrativo e ajude a torná-lo mais interessante para quem vai fazer o download.

2. Webinars

Os webinars, que ganharam ainda mais visibilidade durante a pandemia, são eventos que reúnem um ou mais apresentadores para conversarem, normalmente, em transmissões ao vivo. 

Uma das grandes vantagens desse formato de infoproduto é que ele facilita a interação com o público, visto que este pode enviar perguntas e comentários em tempo real por meio do canal utilizado. Além disso, você pode deixar o material gravado para ser acessado posteriormente por outras pessoas.

Outro grande ponto de destaque é que há diversas ferramentas que facilitam a produção e transmissão de um webinar. Mas é preciso ter alguns cuidados com o local de gravação, som e iluminação, garantindo, assim, uma boa experiência ao vivo para quem assistir.

3. Cursos online

Outro formato que ganhou destaque nos últimos anos foi o curso online, que possibilita a entrega de conteúdo de qualidade e novos aprendizados ao seu público, independentemente de onde ele está.

Os cursos online podem ser compostos por videoaulas, e-books e outras ferramentas que auxiliem a persona tanto na teoria quanto na prática. 

O mais importante é pensar em um tema que seja realmente relevante para o seu público e buscar uma plataforma para hospedar o curso, que garanta uma boa experiência e o suporte necessário para os alunos.

Reportei Academy o Infoproduto do Reportei

4. Podcasts

Se sua audiência não é tão focada em conteúdos audiovisuais ou escritos, vale a pena apostar em um podcast para atrair sua atenção e passar as informações mais relevantes sobre seu mercado.

Por serem gravados apenas em áudio, esses conteúdos podem ser desenvolvidos sem a necessidade de uma superprodução e você pode sempre levar novos convidados para tornar o programa mais rico e dinâmico.

Há diversas plataformas que podem ser usadas para a distribuição do conteúdo, como é o caso do Spotify. Porém, por ser um formato muito popular, é preciso que você trabalhe com temas muito relevantes para se destacar em meio a tantos programas existentes hoje.  

  • Conheça o Projeto SaaS, podcast desenvolvido pelos nossos CMO, Renan Caixeiro, e CTO, Rodrigo Nunes, que recebem convidados especiais para conversarem sobre o mercado de SaaS.

5. Planilhas ou ferramentas

Nossa última dica de infoproduto são as planilhas ou ferramentas que oferecem uma solução prática para os desafios que seu público vivencia. 

Esse tipo de conteúdo costuma ser extremamente atrativo por fugir da explicação sobre “como fazer” e auxiliar na aplicação de um determinado conceito. 

Alguns bons exemplos de ferramentas são as calculadoras, os checklists e planilhas que já entregam fórmulas prontas para ajudar em cálculos e registros no Excel.

Aqui no Reportei, por exemplo, nós temos diversas ferramentas gratuitas para quem trabalha com mídias sociais, como a Calculadora de Freela, o Gerador de Contratos e o Modelo de Calendário Editorial.

Como produzir infoprodutos para a sua audiência?

Para produzir infoprodutos de qualidade e que sejam atrativos para a sua audiência, reunimos abaixo algumas dicas essenciais:

  • escolha temas que você domine e que realmente estejam alinhados aos desafios e objetivos da sua persona;
  • defina formatos que façam sentido e sejam atrativos para quem vai consumir seu infoproduto. Para isso, vale a pena pesquisar o que já foi produzido sobre o seu assunto e inovar;
  • sempre preze pela qualidade do conteúdo, seja ele escrito, audiovisual ou uma ferramenta;
  • procure por uma boa plataforma para hospedar seu infoproduto, esteja ele à venda ou seja uma oferta gratuita;
  • aposte em uma estratégia de marketing que valorize o seu produto, com divulgação em redes sociais, site, blog, e-mail marketing e via campanhas de anúncios. 

Criar um infoproduto exige bastante dedicação por parte dos envolvidos. No entanto, quando feito a partir do passo a passo acima, há grandes chances de obter sucesso e tornar a sua marca mais relevante para o público.

Gostou do nosso artigo sobre o que é infoproduto e como criar o seu? Então não deixe de compartilhar com seus colegas e sua equipe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *