No marketing digital, é muito comum nos questionarmos sobre qual é a estratégia ideal para o alcance de melhores posicionamentos nos buscadores e chegarmos ao embate SEM x SEO.

A diferença entre o Search Engine Marketing (SEM) e o Search Engine Optimization ( SEO) é muito simples, mas pode causar algumas dúvidas, principalmente para quem está começando a investir ou trabalhar na área agora.

Por isso, preparamos este artigo para mostrar que, apesar de estarem muito próximas, essas duas estratégias têm algumas diferenças fundamentais que devem ser levadas em consideração.

Além disso, também daremos dicas importantes sobre como você pode utilizá-las para obter resultados melhores no Google. Continue a leitura e confira!

SEO VS SEM: qual a diferença?

SEM: uma estratégia de marketing completa para buscadores

O Search Engine Marketing nada mais é que o conjunto de estratégias do marketing digital que visam aumentar a visibilidade e o tráfego de um site por meio do alcance dos melhores posicionamentos no ranking do Google e de outros buscadores.

Mas, ao contrário do que muitos podem pensar, isso não significa que o SEM seja exatamente a mesma coisa que SEO.

Ambos têm um objetivo parecido sim, que é chegar ao topo da página de pesquisa. Porém, enquanto o segundo trabalha apenas com técnicas para busca orgânica, o primeiro também contempla as ações com links patrocinados.

Sendo assim, o SEM propõe uma estratégia de marketing completa para buscadores, focando tanto em anúncios quanto em otimizações para os resultados orgânicos.

Links patrocinados

O Google Ads é uma das principais ferramentas utilizadas pelo SEM para alcançar bons resultados no Google de uma forma rápida e eficiente.

Imediatamente após a escolha das palavras-chave certas e da configuração do anúncio, sua página já começa a aparecer nas pesquisas, antes dos resultados orgânicos, e a receber novos visitantes/conversões.

O anúncios, inclusive, não precisam ser feitos apenas para a rede de pesquisas do Google. Eles também podem alcançar novos usuários por meio da criação de campanhas em display, vídeos e aplicativos.

Com as mudanças feitas no Google Ads (que antes se chamava Google Adwords), os produtos se tornaram mais simples e os links patrocinados podem ser otimizados para atingir o público de uma maneira ainda mais eficaz.

É válido lembrar que, por se tratar de uma estratégia paga, é preciso ter recursos para investir nas campanhas e pagar pelo sistema de cobrança da plataforma, que é conhecido como Pay-Per-Click (PPC).

Com esse formato, o dinheiro só é debitado da sua conta quando um usuário clica no seu anúncio e é direcionado para o seu site.

Busca orgânica

A segunda estratégia contemplada pelo SEM é focada no alcance de bons resultados de forma orgânica e, por isso, ela não exige qualquer tipo de investimento financeiro no Google.

No entanto, isso não significa que ela seja mais fácil que os links patrocinados. Pelo contrário, a concorrência nas primeiras colocações dos buscadores é muito grande e leva tempo para que essas plataformas reconheçam a autoridade de um site e o exibam pelo menos na primeira página.

O trabalho é bastante árduo e os resultados demoram mais para aparecer, porém existe um conjunto de técnicas que você pode adotar para se posicionar melhor no ranking do Google.

Essas boas práticas formam o que nós conhecemos como Search Engine Optimization (ou SEO).

SEO: apareça nas primeiras colocações do Google de forma orgânica

O SEO abrange um conjunto de técnicas que são utilizadas pelos profissionais de marketing para aumentar a relevância de um site e melhorar o seu posicionamento no ranking do Google de forma orgânica.

Diferentemente dos links patrocinados, essa estratégia demora um pouco mais para mostrar os resultados esperados.

Porém, quando bem aplicada, ela pode apresentar efeitos duradouros e muito importantes para a construção da sua autoridade na web, já que haverá tráfego de qualidade sem a necessidade de investimento em anúncios.

O SEO é, portanto, uma parte essencial da estratégia de SEM e um diferencial para o sucesso do seu site a longo prazo.

Assim como vimos no SEM, o SEO também se divide em duas estratégias importantes: o SEO On Page e o SEO Off Page.

SEO On Page

O SEO On Page é o conjunto de otimizações que precisam ser feitas dentro no site para que ele tenha mais chances de alcançar um melhor posicionamento no ranking do Google.

Essas adaptações devem levar em consideração tanto o conteúdo das páginas – que precisa fazer um bom uso das palavras-chave, ser relevante e responder às dúvidas do usuário – quanto as técnicas relacionadas ao desempenho do site.

Ou seja, é necessário se preocupar com toda a parte de programação, tempo de carregamento, design responsivo, URL, meta description, meta tags e usabilidade, entre outros aspectos, porque a experiência do usuário também é importante para o Google.

Em nosso outro artigo do blog, nós damos dicas sobre 4 boas práticas de SEO On Page que testamos no Reportei e geraram resultados incríveis para o nosso site. Clique aqui para conferir!

SEO Off Page

O SEO Off Page, ao contrário, é focado nas ações que são realizadas fora do seu site, mas que também contribuem para os bons resultados orgânicos nos buscadores.

Algumas delas são:

  • o link building, que acontece quando outras páginas inserem links do seu site no conteúdo delas e, consequentemente, o recomendam;
  • o co-marketing, que busca a parceria com sites e blogs relacionados à sua área de atuação;
  • e o guest post, que consiste na produção e publicação de conteúdo para outro site ou blog, o que gera tanto visibilidade para a sua marca quanto recomendação para a sua página.

SEM x SEO: qual estratégia é a melhor para o meu negócio?

Agora que você já conhece as diferenças entre SEM e SEO, é normal se perguntar qual das duas estratégias é mais recomendada para o seu tipo de negócio ou para a empresa do seu cliente.

Primeiramente, você deve definir quais objetivos você deseja alcançar com o seu site e em quanto tempo você deseja atingi-los.

Se o seu propósito for gerar resultados a curto prazo, por exemplo, o ideal é investir em links patrocinados e não só direcionar as suas ações para técnicas de SEO.

Mas, se o seu objetivo for ganhar relevância no Google a médio/longo prazo, a otimização para buscas orgânicas deve ser seu ponto de partida.

Para quem tem recursos e deseja conquistar os melhores resultados, imediatos e a longo prazo, uma estratégia completa de SEM pode garantir um retorno incrível tanto para o presente quanto para o futuro.

Se você gostou do nosso artigo sobre SEO x SEM, vale a pena conferir também as 7 ferramentas de SEO que não podem faltar na construção da sua estratégia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *