Você, freelancer ou profissional da área, já parou para pensar que o marketing digital é um processo? Seguindo as etapas dessa metodologia também é possível alcançar objetivos diversos, de acordo com o que você mais precisa para um determinado plano de marketing.

Podemos definir como “processo” um conjunto sequencial de ações em prol de um objetivo comum. Um jogador de futebol, por exemplo, passa por um conjunto de atividades e treinos para melhorar a performance em campo. (Calma, já explico onde queremos chegar!)

Eu sei qual o meu objetivo (ou do cliente)?

Se você trabalha por conta própria ou com vários clientes pequenos, já deve ter sentido a necessidade de planejar a estrutura básica de um plano de marketing digital. Esse procedimento está correto, pois existem aquelas etapas cruciais que devem ser respeitadas em qualquer estratégia.

Antes mesmo de colocar a mão na massa é preciso delimitar os objetivos da estratégia no plano de marketing digital, para aí sim alinhar as ações necessárias em função deles. Nesse post, vamos mostrar alguns dos objetivos mais comuns de quem utiliza a internet para divulgar seu produto, ideia ou serviço.

Evite o principal erro!

Antes de começar, atenção aqui, pois você já pode ter se deparado com uma situação dessas: um cliente contrata seu serviço e diz que quer 1000 likes na fanpage do Facebook, por exemplo.

Nessas situações, o erro é almejar apenas uma meta numérica sem pensar no que ela realmente representa. Umas das vantagens de trabalhar na internet é a facilidade de adquirir e mensurar dados, porém, utilize essas métricas de forma que elas sejam indicadores nas suas análises – e não os resultados em si. Agora, vamos aos objetivos!

1. Aumentar o número de vendas

Começamos com ele, o motivo pelo qual o marketing existe! Pode parecer um objetivo simples de se almejar, mas se essa for a prioridade do seu contratante, grande parte da estratégia deve ser para atrair e converter novos clientes.

O marketing não se trata apenas de ações de vendas, no mundo digital principalmente adota-se o Marketing Inbound, onde as empresas se apresentam de forma mais direcionada para atrair seus clientes potenciais.  

De forma direta ou indireta, qualquer ação da sua estratégia aumenta as chances de venda, visto que raramente se vende algo sem um mínimo de divulgação.

Ações recomendadas: focar em CTAs e landing pages; providenciar um atendimento efetivo; se possível, considerar opções de publicidade online paga.

2. Aumentar a consciência e a visibilidade

Consciência da marca e visibilidade são dois aspectos que se complementam: ao aumentar a visibilidade de uma marca é esperado que o público tenha maior consciência dela. (Quem não gostaria de ser “Top of Mind”?)

Blogs e sites são perfeitos para quem quer melhorar nesse quesito: conteúdo frequente e relevante atrai a atenção de usuários novos e antigos! Além disso, você pode ampliar o alcance desse conteúdo utilizando redes sociais para divulgá-lo.

Nas redes sociais principalmente, é importante saber diferenciar o alcance total e o número de impressões para não ter confusão na hora de relatar o número de usuários que visualizaram uma publicação. Leia nosso post “Alcance x Impressões” e entenda de vez essas métricas.

Ações recomendadas: atenção com o SEO do blog ou site principal; esteja presente – e de maneira relevante – nas principais redes sociais utilizadas pela sua persona.

3. Relacionar-se com o público

Um dos objetivos gerais do plano de marketing digital também é relacionar-se com o público – seja com os seguidores, clientes antigos, com aqueles até então desconhecidos, colaboradores e por aí vai.

Garantir um bom relacionamento é essencial para fidelização de clientes a longo prazo. Com ações simples, você mostra que têm muito mais a oferecer além de uma simples oferta ou produto, criando, assim, entusiastas que propagam seu conteúdo para mais usuários.

Ações recomendadas: incentivar engajamento no blog e nas postagens de redes sociais; responder aos comentários e dúvidas; enviar newsletters com materiais educativos.

4. Educar o mercado

Se seu cliente está englobado em um mercado muito específico, tem um produto inusual ou uma solução inovadora, possivelmente ele deseja educar seus consumidores, seja para garantir a melhor experiência deles ou para alcançar o interesse de mais pessoas.

Ao fazer marketing digital em nichos menores é mais fácil tornar-se uma autoridade nas redes, portanto, capriche no conteúdo e seja referência no assunto!

Ações recomendadas: invista na produção de e-books e whitepapers, que são materiais mais completos; promova webinars periodicamente.

5. Criar diferenciação

Ao contrário do exemplo anterior, existem empresas em mercados inflados. Nesses casos, um dos objetivos da estratégia do plano de marketing pode ser criar diferenciação para sair na frente dos concorrentes, que são inúmeros.

Existem exemplos de diversas fanpages que “saíram da curva” e se tornaram casos de sucesso (lembra da Prefeitura de Curitiba? Do Cemitério Jardim da Ressurreição?)

Ações recomendadas: a palavra aqui é criatividade, vale a pena ousar um pouco mais; invista em conteúdos dinâmicos e descontraídos, sempre de acordo com a persona escolhida.

 

Fique ligado no blog da Reportei! Em breve traremos conteúdos específicos para você planejar suas ações em blogs e redes sociais. Se ainda não nos conhece, clique aqui!

 

Ainda não montou seu planejamento de marketing digital? Baixe gratuitamente o nosso Template para Mídias Sociais e otimize seu tempo de trabalho!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *