Uma das maiores preocupações para quem trabalha com a produção de conteúdo para anúncios e o desenvolvimento da marca é a dificuldade na hora de mensurar as métricas de publicidade nativa.

Como vocês sabem, a publicidade nativa é caracterizada por veicular anúncios que assumem o mesmo formato e função de outros conteúdos de um site ou rede social e, com isso, são menos invasivos que as peças elaboradas pela publicidade tradicional.

Mesmo carregando avisos que sinalizam que essas publicações são patrocinadas, os anúncios nativos não têm a intenção de vender um produto imediatamente e, de fato, oferecem valor para os usuários que interagem com eles.

Exatamente por trabalhar com ações que são mais discretas e conquistam a confiança do público aos poucos, essa estratégia exige mais atenção na hora de analisar os resultados e estruturar suas campanhas.

Para quem não sabe ainda como avaliar o desempenho de suas campanhas com mais precisão, nós selecionamos, neste post, as principais métricas de publicidade nativa e o que elas têm a dizer para cada formato de anúncio. Continue a leitura para conferir!

Principais métricas de Publicidade Nativa

A análise de métricas de publicidade nativa varia muito de acordo com o tipo de mídia em que o conteúdo é veiculado e o objetivo estabelecido para a campanha.

Inclusive, ao planejar um novo anúncio, o ideal é já definir o que você precisará mensurar para saber se a sua estratégia foi um sucesso e atingiu seu propósito.

Abaixo, nós listamos três formatos muito comuns de publicidade nativa e as principais métricas que você deve acompanhar ao planejar campanhas para cada um deles.

Anúncios em feeds de redes sociais

Apesar de nem todos os anúncios em redes sociais serem considerados publicidade nativa, alguns podem sim assumir esse formato para aumentar o alcance do conteúdo, o engajamento e a consciência de marca.

Por isso, esses anúncios devem ser analisados a partir de métricas que verifiquem tanto o investimento realizado na plataforma quanto o nível de interação com o público que foi segmentado para as campanhas.

Sendo assim, as principais métricas de publicidade nativa para redes sociais são:

  • Impressões: número de vezes que o seu anúncio apareceu no feed de notícias de um usuário. Vale lembrar que um anúncio pode ser mostrado várias vezes para a mesma pessoa e todas essas aparições serão contabilizadas por esta métrica;
  • Alcance: mostra a quantidade de perfis únicos que viram os seus anúncios;
  • Valor investido: valor total estimado que você gastou na veiculação do seu anúncio;
  • CPC (Custo por Clique): mostra o quanto, em média, cada clique no link custa pra você. Ele é calculado dividindo o Valor Investido/Número de Cliques. O CPC é uma métrica usada para avaliar a eficiência e a performance dos anúncios;
  • CTR (Click-Through Rate): indica quantas vezes as pessoas clicaram em seu anúncio comparado com a quantidade de vezes que elas o visualizaram. É uma métrica comum de publicidade digital para entender como os anúncios levam tráfego para sites e outros destinos;
  • Cliques no link: total de cliques nos links disponibilizados nos seus anúncios. Essa métrica pode revelar, por exemplo, quantos usuários foram direcionados para um conteúdo específico do seu site;
  • Engajamento: número de ações realizadas pelos usuários que entraram em contato com os seus anúncios e interagiram com eles, curtindo, compartilhando, comentando ou clicando em links das publicações.

Links patrocinados

Um outro formato muito comum da publicidade nativa são os links patrocinados que aparecem nos mecanismos de busca, como é o caso dos anúncios feitos pelo Google Ads.

Esses links, que se misturam aos demais conteúdos que aparecem de maneira orgânica no ranking do Google, são uma das formas mais eficazes de atingir o público e direcioná-lo para o seu site sem precisar recorrer a anúncios invasivos.

Assim como nas métricas de redes sociais, a análise de resultados dos links patrocinados também leva em consideração o número de impressões, valor investido, CPC e CTR.

Porém, além desses, também são avaliados outros dados extremamente importantes, como:

  • Cliques: total de vezes em que os usuários clicaram no link do seu anúncio;
  • Conversões: total de vezes em que alguém clicou no seu anúncio e realizou uma ação que você definiu como importante;
  • Taxa de conversão: número de conversões dividido pela quantidade total de cliques. Quanto maior for a taxa de conversão da sua campanha, melhor será o desempenho apresentado por ela;
  • Custo por conversão: custo total dividido por todas as conversões. Essa métrica indica o quanto você gasta, em média, para obter uma conversão em seu site.

Conteúdos recomendados

Por fim, a publicidade nativa também trabalha com conteúdos que são recomendados para o usuário quando eles terminam de ler um determinado artigo em um site ou começam a explorar as categorias de um blog.

Esse formato é um dos mais utilizados porque o conteúdo consegue se “camuflar” melhor em meio às outras publicações, mesmo carregando, em sua chamada, um aviso por se tratar de um anúncio ou post patrocinado.

Para analisar os resultados dessa estratégia, algumas outras métricas também são muito relevantes, como:

  • Visualizações de página: número total de visualizações que a página do seu conteúdo recebeu;
  • Tempo de página: duração média do tempo em que os usuários ficaram na sua página. Essa métrica ajuda a entender se o seu conteúdo é atrativo e consegue reter os visitantes;
  • Engajamento: assim como nas redes sociais, as interações com o post, como compartilhamentos e comentários, mostram de que forma o público reage ao seu conteúdo;
  • Origem de tráfego: são as principais fontes que levam visitantes às suas páginas. Ou seja, elas mostram de onde esses usuários vêm e ajudam a compreender quais canais estão auxiliando na sua estratégia.

Em todos os três formatos de publicidade nativa, cada uma das métricas deve ser analisada de acordo com os objetivos das campanhas planejadas.

Além de determinar se os anúncios funcionaram ou não, esses dados também ajudam a definir em quais canais você deve investir e a otimizar os anúncios para que eles aumentem a interação com o seu público e gerem resultados melhores para a sua marca.

Como mensurar as métricas de Publicidade Nativa com mais praticidade?

Como falamos acima, são muitas as métricas que podem ser mensuradas a partir da divulgação de conteúdos voltados para a publicidade nativa.

Buscar e reunir esses dados pode não parecer uma tarefa complicada a princípio, mas existem maneiras mais práticas de gerar relatórios completos sobre as suas campanhas e o desempenho das páginas do seu site.

No Reportei, por exemplo, você consegue integrar as suas redes sociais e seu site à plataforma para recolher esses resultados automaticamente.

A partir disso, é possível fazer análises sobre o desempenho de cada campanha e até simplificar a comunicação com os decisores da sua empresa ou das marcas que decidiram anunciar no seu site.

Para começar a analisar as principais métricas de publicidade nativa com mais praticidade agora mesmo, é só acessar o site do Reportei e testar a plataforma gratuitamente por três dias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *