Confira as principais métricas de e-commerce que ajudam a medir o sucesso do seu negócio

Em qualquer tipo de negócio online, as métricas de e-commerce são essenciais para medir o sucesso de uma loja e fazê-la se desenvolver. 

Por meio desse acompanhamento constante, é possível medir a saúde da empresa e definir estratégias que proporcionem melhores experiências para os clientes e, consequentemente, mais vendas. 

Como na internet é mais simples não só acompanhar os números de pedidos e receitas, como também a entrada e saída de clientes, há maior previsibilidade e facilidade de tomar decisões rápidas para aprimorar o desempenho do negócio.

Mas em quais métricas de e-commerce é preciso ficar de olho para aprimorar as estratégias? Neste artigo, nós explicamos 6 que são essenciais em qualquer comércio online. Continue a leitura e confira!

6 métricas de e-commerce que você deve acompanhar

Muito além de acompanhar o número de visitas no site ou total de vendas, é preciso estar por dentro de todas as métricas estratégicas que apontam se o seu negócio é realmente saudável ou não.

Abaixo, selecionamos 6 que são extremamente importantes: a Taxa de Conversão, Receita, Ticket Médio, Taxa de Abandono de Carrinho, Custo de Aquisição de Clientes e Retorno Sobre o Investimento. Vamos conhecê-las?

Taxa de Conversão

A Taxa de Conversão de um e-commerce é uma das principais métricas que devem ser acompanhadas para medir o sucesso do seu negócio. Isso porque ela aponta quantos dos visitantes que acessaram o seu site realizaram compras e se tornaram clientes. 

Muitas pessoas têm a tendência a comemorar quando o volume de visitas em uma loja virtual é alto. Porém, mais importante que se preocupar com a atração, é saber quantos desses usuários fizeram pedidos e o que pode ser feito para obter uma Taxa de Conversão, no mínimo, saudável.

O cálculo dessa métrica, então, é feito da seguinte maneira:

Taxa de Conversão = (N° de Vendas / N° de Visitantes) * 100 (%)

Mas como saber se o resultado é adequado para o meu e-commerce? Existe uma série de setores que vendem pela internet, sendo que alguns negócios geram vendas mais rapidamente que outros.

Sendo assim, as Taxas de Conversão de e-commerce mudam de acordo com os setores e cada um deles tem um resultado mínimo que é considerado saudável.

Segundo o e-book “E-commerce Radar”, lançado pelo Neoatlas em 2018, uma Taxa de Conversão ideal para uma loja virtual de alimentos, por exemplo, é de 4,5%, enquanto a de uma loja de moda e acessórios é 1,9%.

Então, para saber o que acompanhar, é preciso buscar os resultados por categoria e não se apegar tanto a resultados gerais de e-commerce.

Receita e Ticket Médio

Junto à quantidade de vendas e à Taxa de Conversão, é necessário acompanhar diariamente a Receita gerada pelo seu negócio. 

Pela sua própria plataforma de e-commerce ou pelo Google Analytics, é possível saber quanto você vende em um determinado período, de onde vêm essas transações (mídia paga, redes sociais ou busca orgânica, por exemplo) e o Ticket Médio do seu negócio (ou seja, o valor médio gasto por cada cliente).

Essa última métrica é calculada a partir da seguinte fórmula:

Ticket Médio = Total da Receita / N° de vendas realizadas

O resultado, é claro, vai variar de acordo com os produtos ofertados pela loja. Porém, tendo essa média em mãos, é possível saber quantos pedidos são necessários para bater a meta de faturamento do mês.

Além disso, você entende quais estratégias podem ser adotadas para aumentar essa média, principalmente se as suas vendas englobam produtos com variações muito grandes de preço.

Taxa de abandono de carrinho

Um comportamento muito comum em e-commerces, infelizmente, é o abandono de carrinho. Ou seja, a pessoa chega a escolher os produtos e quase finaliza a compra, mas, por algum motivo, desiste na última hora.

Ao acompanhar essa taxa e verificar que ela está muito alta, você consegue investigar problemas que podem atrapalhar o processo de vendas, como a cobrança de um frete muito alto ou questões relacionadas a pagamento.

Para calcular essa métrica, você deve usar a seguinte fórmula:

Abandono de Carrinho = (Nº de Compras Efetuadas / Nº de Carrinhos Criados – 1) * 100 (%)

Para ter uma base se seu resultado é bom ou precisa melhorar, você encontra, no e-book “E-commerce Radar”, as taxas médias de abandono de carrinho por categoria.

Seguindo os mesmos exemplos que demos anteriormente, uma loja de alimentos chega a 79% de taxa de abandono enquanto moda e acessórios chega a 83%.

Custo de Aquisição do Cliente (CAC)

Avançando um pouco mais nas métricas para entender a saúde do seu negócio, indicamos que você sempre acompanhe também o Custo de Aquisição dos Clientes (CAC).

O CAC leva em consideração todos os recursos de marketing e vendas (investimento em mídia paga, por exemplo) utilizados para atrair consumidores para o e-commerce e a quantidade de clientes conquistados. 

Sendo assim, temos o cálculo a seguir:

CAC = Investimento em Marketing e Vendas (R$) / N° Total de Clientes

Para saber se o seu CAC é baixo e saudável, basta fazer uma comparação com o Ticket Médio. Se ele for menor que a média paga pelos clientes, o resultado é bom. Mas se for maior, você está tendo prejuízos com seu e-commerce.

A partir disso, é possível buscar soluções para reduzir os custos de investimento em marketing e vendas ou para aumentar o Ticket Médio.

Retorno Sobre o Investimento (ROI)

Para finalizar, também é importante acompanhar o Retorno Sobre o Investimento (ROI) do seu negócio e entender o quanto o seu e-commerce é lucrativo e o que pode ser melhorado.

Essa métrica também é mais avançada e engloba não só os investimentos em Marketing e Vendas, como também os valores pagos a fornecedores, colaboradores, treinamentos e todos os aspectos que fazem o produto chegar ao consumidor final.

O cálculo pode ser feito da seguinte maneira:

ROI = Receita – Custos / Custos

Vamos a um exemplo:

ROI = 50.000 – 10.000 / 10.000 = 4

Isso significa que você teve um retorno 4 vezes maior que o investimento inicial ou, caso prefira acompanhar em porcentagem, 400% maior. Sendo assim, quanto maior o ROI, melhor o resultado obtido com o seu e-commerce.

Caso ele esteja muito baixo, é o momento de rever os custos do negócio e buscar estratégias para aumentar a receita. 

Para ficar de olho nas métricas que ajudam a calcular o ROI e outros resultados importantes, basta acessá-las no Google Analytics ou na própria plataforma de e-commerce que você utiliza.

Acesse nosso Guia do Google Analytics agora mesmo e saiba como configurar a ferramenta para acompanhar as principais métricas de e-commerce e todas as outras do seu site!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *